Meu filho não se alimenta bem! Alimentação infantil: um pequeno guia para você começar



O desenvolvimento dos nossos pequenos está diretamente relacionado à boa alimentação, que passa pelo estabelecimento de uma rotina e claro, bom exemplo dos pais! Sim, se o papai e mamãe não se alimentam bem, a tendência é que os filhos acompanhem os hábitos alimentares não saudáveis. Não sabe por onde começar? Então se liga nas dicas. Cada idade, uma atenção específica pois diferentes faixas etárias também têm diferentes necessidades nutricionais.


Dicas para alimentação saudável para crianças menores de 2 anos


É recomendado que a criança tenha alimentação exclusiva com leite materno até os 6 meses, sem oferecer água, chás ou quaisquer outros alimentos. Comece a introduzir de forma lenta e gradual a partir dos 6 meses alguns alimentos complementares. Aqui sugerimos os cereais, tubérculos, carnes, leguminosas, frutas e legumes, três vezes ao dia se a criança receber leite materno e cinco vezes ao dia se tiver sido desmamada (recomenda-se o leite materno até os 2 anos de idade ou mais). Não há necessidade de estipular horários, respeite sempre a vontade da criança que está começando a ser apresentada a outras formas de alimento.


A alimentação complementar deve ser encorpada, espessa desde o início e oferecida com colher; começar com consistência pastosa (papas/purês) e, gradativamente, aumentar a consistência. Ofereça à criança diferentes alimentos todos os dias. Uma alimentação variada é, também, uma alimentação colorida, por isso, estimule o consumo diário de frutas, verduras e legumes nas refeições. Recomenda-se que até os 5 anos de idade evitar o açúcar, café, enlatados, frituras, refrigerantes, balas, salgadinhos e outras guloseimas, use o sal com moderação.


crianças entre 2 a 5 anos: alimentos que auxiliem no crescimento e desenvolvimento dos ossos como hortaliças e fontes de cálcio (laticínios e folhas verdes). Nesta fase a criança já deve ser estimulada a comer frutas e hortaliças inteiras.


crianças entre 6 a 10 anos: nessa idade é comum o apetite aumentar, priorize alimentos saudáveis para dar energia sem contribuir com o sobrepeso. Bons carboidratos saudáveis são: batata doce, batata baroa, batata inglesa, mandioca ou aipim, inhame. Inclua também a aveia, as frutas e o arroz com feijão.


E como incentivar as crianças a desenvolverem uma alimentação saudável?


Boa parte do desenvolvimento das crianças é guiado pela observação do comportamento dos pais. Por isso, é fundamental que o adulto dê o bom exemplo com bons hábitos à mesas e evitando alimentos processados, fast food, refrigerantes...


Outra dica importante é a definição de um horário para as refeições para ao menos o café da manhã, almoço e janta. É importante que todos da família façam a refeição juntos à mesa para a criança espelhar o seu comportamento através da referência de seus pais.


Em tempos de quarentena, uma excelente atividade é fazer do preparo das refeições um divertido momento para estar com seus filhos. Eles podem participar inclusive das compras no supermercado, ajudando a selecionar os bons alimentos que irão para a mesa. Em casa, os filhos podem ajudar em pequenas tarefas de preparo das refeições e eles adoram sentir a textura e cores dos alimentos. Eles podem ajudar lavando a salada, colocando o arroz ou o feijão na panela, encher alguma panela com água, preparar o suco...


Aqui vai outra sugestão. Coloque os alimentos que seu filho mais gosta com outros que ele não conhece ou rejeita, isso ajuda a aceitar novos sabores. Introduza pequenas porções desses novos alimentos (meia colher por vários dias, depois vá aumentando aos poucos). Entretanto, não tente esconder a comida no prato pois pode causar uma relação de desconfiança com o alimento. Enganar as crianças para comer o alimento dificulta a aceitação a longo prazo.


Não obrigue a criança a comer


Impor que seu filho coma o alimento pode criar uma relação negativa da criança com a comida. Respeite o tempo de aceitação de cada pessoa. Pesquise por novas receitas, aqui sugerimos 5 receitas do blog soumamae. Um exemplo que trazemos aqui é a possibilidade de preparar os legumes como recheio em omeletes ou panquecas. As crianças adoram um prato de um personagem através da transformação dos alimentos, use a criatividade para tornar o momento de se alimentar em algo lúdico!


Tags: alimentação infantil, alimentação saudável, aleitamento materno, berçário bh, escola infantil bh, maternal, creche, escola infantil.


65 visualizações

Segunda a Sexta-feira

07:30 às 19:00

Berçário, Maternal I, Maternal II, 1º Período, 2º Período

Turno: Integral/ Parcial

Endereço:

Rua Júpiter, 302, Bairro Ana Lúcia

Belo Horizonte/Sabará, MG - Brasil

(31) 9 9745-9186 

  • Instagram
  • Facebook
  • LinkedIn ícone social